Há muito sexo em Game of Thrones?

Sexo, peitos, bundas e mulheres peladas em Game of Thrones

Teria o sexo mais importância do que a violência na série Game of Thrones?

Durante o primeiro episódio da segunda temporada da série da HBO Game of Thrones, baseada na série de livros As Crônicas de Gelo de Fogo, de George R. R. Martin, algumas pessoas notaram a falta de nudez e sexo explícito que estavam acostumadas na primeira temporada.

Teria a série sucumbido às críticas e apelos do pessoal que prefere ver uma cabeça degolada a um belo par de seios?

Há muito sexo em Game of Thrones?

Há muito sexo em Game of Thrones?

Nas semanas seguintes a série voltou ao normal, com mulheres nuas (ou semi-nuas) enfeitando os cenários inspirados na idade média, para o alívio dos punheteiros de plantão. E voltou com direito a uma pesada cena de sadismo, quando o jovem rei Joffrey Baratheon resolve se divertir de uma maneira um pouco diferente com seu presente de aniversário.

Sinta-se avisado que, caso você não tenha visto a nova temporada que terminou faz alguns dias, pode ser que tenha alguns spoilers neste texto.

O site The Huffington Post aproveitou toda essa discussão e montou um vídeo de 16 minutos com todas as cenas com algum teor sexual que surgiram na série, somando a primeira e a segunda temporada de Game of Thrones. Deve ter sido uma pesquisa bem interessante.

Assista à compilação de cenas de sexo e nudez para entender o motivo de tanta celeuma:

O vídeo de Game of Thrones a seguir contêm cenas de sexo, cuidado se for assistir durante o trabalho.


Alguns críticos reclamaram que a exploração do sexo e do erotismo da série faz com que o espectador se distraia e perca a concentração em relação à história principal. Algumas blogueiras reclamam que os homens raramente aparecem nús, enquanto as mulheres estão sempre nuas, e se seus vestidos possuírem botões é um sinal de que em breve elas perderão os tais vestidos (ótima dica, vou passar a prestar mais atenção nisso).

Game of Thrones usa cenas de sexo e erotismo como uma técnica desenvolvida para destacar personagens em determinados momentos da história, já as mulheres peladas sem muito motivo estão lá porquê são mulheres e nós adoramos ver mulheres peladas. Dizem que os produtores e roteiristas são adolescentes tarados que aproveitam qualquer deixa do roteiro para tirar a roupa de alguma atriz.

A grande verdade por trás dessa discussão é que os americanos são um povo que adora a violência mas odeia a nudez. Hollywood está ai para provar isso. Eles vivem em uma cultura machista onde a mulher tira a roupa e o homem mata.

Foi perceptível que a segunda temporada teve um pouco menos de cenas de sexo que a primeira temporada, e que as cenas de sexo foram menos gratuitas e mais ligadas com a história da série. E um pouco mais violentas, como o já citado ménage à trois do rei Joffrey. E um pouco mais discretas, como a de Stannis Baratheon dando uma rapidinha com a sacerdotisa em cima de um mapa de guerra.

Mas a violência continua lá. Torturar pessoas usando ratos é algo que pouco se discute. Lordes destroem a vida de pessoas comuns e seus atos não sofrem nenhuma consequência. Parece que nos livros fica bem claro que em tempo de guerra as atrocidades são apenas resultados de uma sociedade confusa e perdida. Ou seja, dessa maneira pode passar a ser aceitável pelo leitor/espectador.

Acontece que os críticos se preocupam tanto que deixam de perceber que o sexo é um detalhe importante para a história. Littlefinger tem o poder que tem por conta de seus prostíbulos. As prostitutas e escravas são importantes para a história e fornecem perspectivas diferentes das que estavamos esperando. Shae é forte e independente e tem um papel absurdamente importante no destino de Tyrion Lannister. E todo mundo que conhece Daenerys Targaryen quer duas coisas: fazer sexo com ela e ter o controle dos seus dragões.

George R. R. Martin é um cara legal e com uma visão além do alcance. Na minha opinião ele consegue passar para o papel o fato natural que nós, seres humanos, adoramos fazer sexo apesar da sociedade ficar jogando o tempo todo na nossa cara que isso é uma coisa feia e suja. Martin tem a habilidade de misturar sexo e violência de uma maneira (a sua maneira) harmônica e bem funcional e conseguiu fazer com que a HBO (que não é TV, é HBO) mostrasse isso da maneira mais fiel que uma série de TV poderia mostrar em uma adaptação literaria.

A verdade é que todos gostamos de sexo e violência e Game of Thrones conseguiu unir isso perfeitamente, para o nosso deleite. Que continuem as cabeças cortadas e as mulheres nuas, dêem ao povo o que o povo quer, azar de quem não gosta.

O vídeo foi produzido por Oliver Noble. Fonte: Huffington Post.


O OMEdI precisa de você no Facebook! Ajude!

Valeu!

Curtiu o post? Estes também são bem legais:

27 opiniões sobre “Sexo, peitos, bundas e mulheres peladas em Game of Thrones”

  1. Eu sempre achei que essa rasgação de seda pra Games of Thrones e Spartacus fosse coisa de fans-náticos, que nem esses caras que são viciados em The Elder Scrolls V: Skyrim. PQP eu tenho que ver essas séries.

  2. Game of Thrones tem realmente algumas boas cenas eróticas, isso é indiscutível. Mas não se compara às cenas de outro seriado – Spartacus, Blood and Sand. Eu me dei ao trabalho de compilar pessoalmente TODAS as cenas eróticas (e pra mulher nenhuma reclamar, em meu vídeo tem muito homem pelado também). Quem quiser ver o resultado de 43 minutos só de erotismo, acesse http://gente-estranha.blogspot.com.br/2012/04/spartacus-todas-as-cenas-eroticas.html

    1. uma coisa eu tenho certeza na minha vida, nunca vou mudar de sexo. Eu tenho convicção da minha opção sexual, não sei você. Mas não se preocupe, eu aceito lésbicas fazendo uma oral e um ménage à trois

  3. puta macho você é hein¬¬ Vai você pra cozinha ao invés de ficar olhando mulher pelada!
    Acha que mulher só serve pra dar uma pegada e fazer comida pro marido é?

  4. ah cara, só acho que tinha mais cenas de sexo, eu vi uma que a mulher senta no colo do cara. By the Way, Adorei! eu vou começar a assistir a série depois disso kkkkkk a história, o enredo, a misticidade e a Guerra, ambientando a naturalidade e a reação animal do ser humano haha mas, essa série promete muito, bem como você disse, Guerra & Sexo lado a lado com bastante violência nos dois quesitos hahaha

Não comentou ainda? DEMOROU!!!