Os Vingadores

Os Vingadores: O melhor filme de todos os tempos desta semana

Um filme de super heróis em quadrinhos é sempre um filme de super heróis de quadrinhos, não tem como escapar dessa fórmula (a não ser quando você é o Frank Miller e resolve cagar em cima de O Spirit).

E em um filme desses você não precisa esperar nada além de diversão, coisa que Os Vingadores entrega direitinho.

Os Vingadores

Os Vingadores

Mas lembre-se de desligar o cérebro (ou deixar em casa) quando for assistir, pois se você ligar só um pouquinho é capaz de virar um mala e ficar fazendo picuínha como a que eu fiz na continuação do texto.

Aviso: Se você ainda não assistiu a Os Vingadores pare por aqui e só volte quando tiver assistido, pois farei uma caralhada de spoilers.

A história é simples e não teria muito motivos para não ser: a Shield (uma organização secreta do governo americano) tem em suas mãos o Tesseract, um cubo ultra fodão desejado por todos os criminosos do universo. Ai Loki, o irmão do mal do Thor aparece, rouba o cubo e o usa para abrir um portal para outro universo, de onde surgirá um exército de criaturas estranhas prontas para destruir e dominar o planeta.

Para evitar isso Nick Fury (Samuel L. Jackson) usa seus contatos para reunir os heróis mais poderosos da Terra – Homem de Ferro (Robert Downey Jr.), Capitão América (Chris Evans), Thor (Chris Hemsworth) e Hulk (Mark Ruffalo), para juntos encontrarem o cubo. Sim, encontrar, não defender o planeta, ainda. Depois disso sobra porrada, os caras são meio que derrotados, se unem para formar finalmente Os Vingadores e partem para vencer a guerra. Basicamente é isso.

Primeiro eu tenho uma coisa para falar para o fanboys que estão gritando “Oscar!“: CALEM A BOCA, o filme é tosco e não merecedor de nenhum Oscar significativo. Bem provável que receba algumas indicações técnicas, como efeitos e som, mas nada além disso. O roteiro é básico e econômico, tal qual uma verdadeira história em quadrinhos para adolescentes deve ser: os heróis se encontram e depois de sairem na porrada se unem para enfrentar o verdadeiro vilão e vencem no final. Fechou, é isso, acabou.

É óbvio que não é só isso, tem mais. Há todo um trabalho de desenvolvimento de personagens, só que não.

Vamos começar falando sobre o Nick Fury. Alguém me explica o papel dele durante todo o filme? Cá entre nós, ele não faz absolutamente nada além de jogar conversa fora e ligar para Os Vingadores na hora da encrenca. Nem o avião em fuga no final ele consegue parar. O agente Phil tem uma participação muito mais importante na trama que a do Fury, que, tirando a presença magnânima do Samuel L. Jackson, é completamente inútil.

E pobre agente Phil, não deveriam ter matado o cara, era um personagem bem legal.

Agora o Loki. Ô vilãozinho bundão e sem graça. O ator Tom Hiddleston é péssimo (alguém deve estar comendo) e seu papel quase tão tosco quanto o do Nick Fury. O que o Loki faz o filme todo afinal de contas? Nada. Cutuca os heróis com um bastão e toma uma surra do Hulk. E depois vai embora para Asgard de mãos dadas com o Thor, com cara de cachorro que tomou uma bronca por ter cagado atrás da geladeira.

Falando em cutucar com um bastão, gostei da solução de roteiro para resolver o problema da magia do controle da mente que domina o Gavião Arqueiro e o tiozão lá que constrói a máquina. Dá uma pancada na cabeça que cura.

O Thor, apesar de importante demais, é outro meio sem graça, mas ai a culpa não é do personagem, é do ator. Ainda assim uma das melhores cenas é a martelada que ele dá na cara do Hulk, mó da hora. E ele ganhou a melhor piada do filme: “Ele é adotado“. Eu ri alto.

O Capitas é outro sujeito sem graça e, de novo, por culpa do ator. Convenhamos que ele é o líder, deveria ter uma presença de líder, mas não consegue ser outra coisa além do tiozão do grupo. E cá entre nós, depois de tanto tempo ele já deveria ter recebido uma promoção, ser pelo menos um Major América, pôxa. Maldade com o cara.

O Gavião Arqueiro é o sem dúvida mais tosco do grupo. A cena inicial poderia ser feita com qualquer personagem aleatório (ou nenhum, apenas um grupo atacando o porta-aviões voador da Shield seria o suficiente), e daí em diante ele não tem uma única cena que faça valer a sua participação. Tosco e completamente desnecessário, imagino que seria muito mais interessante se tivessem deixado o Homem Formiga (membro original do grupo) no lugar.

A Viúva Negra é uma incognita. Natasha Romanoff paga de gatinha poderosa mas na hora que o Hulk pega pra capar ela fica encolhida no canto tremendo, chorando e com medo. Como assim, que merda de agente é essa? Sem contar ainda, na hora da luta contra os alienígenas ela ficava dando tiros com duas pistolinhas – pew pew pew! Me deu pena nessa hora, confesso.

E, que ninguém nos ouça, aquela outra agente da Shield, Maria Hill (a deliciosa atriz Cobie Smulders) é muito mais gostosa e com uma presença de tela muito melhor que a da Scarlett Johansson. Aposto dé reaus que você pensou nisso durante o filme.

O Bruce Banner do Mark Ruffalo é bom (o ator é bom), mas é um sujeito bem esquisito. Não é como eu esperava. E a história por trás do Hulk também é meio papagaiada. O monstrão verde, na primeira cena em que surge, é irracional e uma máquina que destrói tudo o que vê pela frente. A partir do ponto em que encontra um zelador de um prédio (uma espécie de sr. Miyagi) o monstro passa a ser controlado e amiguinho da garotada. Ou o zelador tinha poderes ou o Bruce Banner é um puta de um troll.

Para finalizar o Homem de Ferro é o Robert Downey Jr., a gente sabe disso. Não preciso dizer que ele é foda (apesar de ter umas falas bem ruins desta vez).

Graças a ele e ao Mark Ruffalo ganhamos umas cenas acima da média. Quando Tony Stark e Bruce Banner conversam, usando uma linguagem que não nos faz o menor sentido, é tamanha a convicção que parece que somos doutores em raios gama. A gente entende o que eles dizem sem fazer a menor idéia do que eles estão falando!

No mais, alguém me explica o que foi aquela luta entre o Homem de Ferro e o Thor? Depois do Thor ter uma conversa extremamente gay com o Loki o Homem de Ferro aparece e eles saem na porrada, enquanto o Loki fica quietinho no canto, todo bonzinho, esperando. A cena foi, apesar de não ter objetivo (como toda boa luta nos quadrinhos), fantástica. O que fudeu mesmo foi quando o Capitas apareceu fazendo discurso de velho, toma uma martelada e a luta acaba completamente sem sentido. Então o Thor aceita passivamente, entrega o irmão para a Shield e todo mundo fica feliz. Corta!

E quando o Gavião Arqueiro, zumbi, invade o porta-aviões voador e desliga a nave com uma flecha que desliga a energia? Eu fiquei esperando, esperando e… nada aconteceu! O monstrão metálico continuou flutuando tranquilamente. Eu fiquei torcendo para ver uma queda sensacional, uma das melhores cenas de destruição do filme e tal… mas o Homem de Ferro girou um dos propulsores e pronto, tá tudo bem agora.

Daí é mais um tempinho de enrolação, todo mundo triste e desolado, vamos nos unir para salvar o mundo, coisa e tal, os alienígenas chegam, invadem o mundo (curiosamente “o mundo” significa somente alguns quarteirões de Nova York), o Loki fala umas bobagens e toma uma surra homérica do Hulk e o Homem de Ferro quase se sacrifica para salvar o planeta e depois ser acordado pelo Hulk em uma piada completamente sem graça para espectadores que, neste ponto, ririam se alguém escorregasse numa banana.

E, claro, usaram a solução imediata de desligar automaticamente todos os alienígenas após a explosão da central de distribuição e controle dos invasores. Uma muleta de roteiro velha de guerra, já pensou o trabalho que daria Os Vingadores terem que sair caçando um a um os soldados e máquinas voadoras? Mais limpo assim, né?

Mudando de pato para ganso, um detalhe interessante foi ver as propagandas da marca de carro Acura durante o filme (contei três gritantes). Em um momento do filme só faltou os heróis pararem e comentarem sobre o carro. E é claro que o milionário e playboy Tony Stark tinha que ir embora dirigindo um protótipo deles. Fiquei até esperando que os nossos heróis, antes de partirem, passassem num drive thru do Habib’s, vai saber?

Concluindo: Apesar do roteiro de Os Vingadores ser mais vazio que cérebro de Panicat, não tem como negar que é divertido e honesto. E um filme que faz a platéia rir o tempo todo não pode ser um filme ruim. Claro que não é nenhuma obra de arte e que o hype vai passar daqui a algumas semanas, quando outros blockbusters entrarem em cartaz – e só será lembrado novamente quando passar numa Tela Quente, lá pelos idos de 2015.

Espero que você tenha ficado feliz ao gastar seu rico dinheirinho e tenha se divertido com os amigos (e que tenha tido ainda uns orgasmos).

Detalhe: No mesmo dia em que assisti a Os Vingadores em 3D assisti antes a Titanic em 3D. E ninguém faz 3D como James Cameron, que fique registrado. Assistir a Os Vingadores em 3D não é tão necessário assim, pode economizar uns trocados se não fizer muita questão.

Curtiu o post? Estes também são bem legais:

26 opiniões sobre “Os Vingadores: O melhor filme de todos os tempos desta semana”

  1. Opinião é isso aí, cada um tem a sua.

    Na minha opinião, parece que vc não entende muito do mundo das HQ’s. E pior, parece que suas criticas não convencem nem a vc mesmo.
    Parece ser um tipo contraditório, do tipo que vai contra toda e qualquer opinião apenas para ser do contra. Se todas as criticas fossem negativas, aposto que leriamos aqui altos elogios sobre a película.

    No mais, acho cômico pessoas que reclamam que ADAPTAÇÕES pecam por falta de originalidade. Afinal, não tem como ser uma adaptação e original ao mesmo tempo…. ou tem?

  2. Rapaz, vou te motivar agora. Tá cheio de adolescente nesses comentários que decidi comentar algo.

    Eu gostei da crítica (que tem mais cara de resenha, já que a técnica do filme você não abordou tanto). O filme tem realmente um roteiro preguiçoso e muitos personagens injustificáveis. Mas seus comentários me fizeram pensar, não concordei com todos, mas foi uma opinião válida.

    Mas não vi nada disso como crítica negativa, o filme é divertido e por isso eu também não o considero ruim.

    Inté o/

  3. Olha mano vai a Merda! sabe nem comenta o filme é bom sim tu que só sabe colocar defeito em tudo que ve tudo pra tu e sem graça e tosco, se ta achando ruim vai la e faz melhor fdp! Filme ótimo! o que você viu de economico no filme! FDP

  4. Ótimo filme, mas só para a diversão,pode ate merecer Oscar de melhor maquiagem, efeitos especiais, som, trilha sonora, fotografia o que for, mas não de melhor filme.. Filme para diversão, apenas isso..

  5. caraca , tu é uma mala, vai tomar no c.!!!! completamente sem noção!! não teve infancia!! arrombado mental!!!!

  6. Eu curti bastante o filme! Concordo com os comentários, mas não podemos esperar grandes roteiros de histórias super-heróis. Simplesmente são histórias que já esperamos, porém, nem por isso deixa de ser bom. Não que não existam histórias mais sérias, mas estamos falando de histórias voltadas para a gurizada. Logo, o filme cumpre o seu papel. Sim, alguns atores estragam, não combinam, mas a ação e os efeitos de ver muitos heróis reunidos tapa um pouco isso.

    P.S. Aquele caça que o Fury detona com a bazuca não estava equipado com um míssil nuclear. o.O

  7. Cara,
    Adorei o filme e gostei do seu comentário.
    É óbvio que não é para levar a sério nenhum dos dois (filme e comentário): O objetivo explícito de ambos é apenas divertir, e isso eles fazem muito bem!

  8. um f.d.p nao sabe nem oq e um filme de verdade sobre herois , concordo com o véio ai em cima axo ki foi alguem ki contow pra ele mau contado
    seu critico de merda . ate km nao era fa de hq depois do VINGADORES vai tomar um rumo na vida e comecar a curtir vingadores e seus derivados seu otario de merda!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!_l_

  9. Primeira coisa, se você não gosta de Heróis, HQ`s e seus derivados pode ser que analise esse filme mais friamente, mas isso não quer dizer que seja um filme ruim.

    Essa coisa de falar que esse tipo de filme é para OSCAR, não..não é…esse tipo de filme nunca irá agradar os “velhotes” da Academia. Para mim, filme de super-herói que merecia sim um OSCAR é Batmam – Cavaleiro das Trevas.

    Vingadores é diversão pura, e sim, temos um bom roteiro…todos os heróis tem a sua importância dentro da história, achei tudo extremamente equilibrado, sendo assim, discordo plenamente do seu comentário “O roteiro é básico e econômico, tal qual uma verdadeira história em quadrinhos”. Mas é isso…é um filme basicamente para quem gosta de QUADRINHOS, pois é um filme de HERÓIS de QUADRINHOS. Você esperava o que ? É como ver o citado TITANIC e dizer que um filme sobre um transatlântico..mas não era exatamente isso que buscamos, quando pagamos para ver os referidos filmes ?

    Vingadores é sim um bom filme..um filme para quem ainda vê no cinema a MAGIA da sala escura.

    E finalizando…é como reclamar som das explosões no espaço de Star Wars…cinema é magia…quadrinhos é magia.

    Desculpe meu amigo…mas discordo com o seu post…mas respeito o mesmo.

  10. Na boa… acho que voce foi mto feliz nos comentarios até começar a analisar os personagens…. de tudo o que vc disse sobre os personagens, eu só concordo com a critica ao Loki que sim… ficou muito a desejar. Acredito que em relação aos outros personagens, voce nao entendeu direito o proposito deles dentro do enredo e de suas caracteristicas.

    Tambem nao acho que o filme seja merecedor de nenhum oscar especifico. A nao ser que exista algum pra melhor filme de ação/aventura.

    Agora, é justo dizer que o filme entrega com louvor todas as emoçoes e atrativos que fans de HQ estao acostumados. O enredo tem falhas, nao é complexo, mas isso porque nao é e nunca foi o objetivo. Levando isso em consideração, o filme é sim, FANTASTICO e eu pretendo assistir ele outras vezes antes da tela quente em 2015.

  11. Quanto eu mais leio sobre esse filme dos Vingadores mais eu tenho certeza que ele não passa de um simples (e milionário) cosplay de luxo.

    Me parece que não há nada nesse Os Vingadores que já não tenha sido visto em filmes como GI-Joe, Transformers, etc. Até o roteiro meia boca se faz presente. Com a exceção dos super heróis da Marvel, para fazer a alegria dos fanboys.

  12. Retenção anal é foda, é a doença crônica de todos os críticos. Ainda bem que gastei meu dinheiro e me diverti pra caramba como ele falou. Na verdade, se até “Cavaleiro das Trevas” teve mi mi mi de críticos, imagine “Vingadores” que teve uma proposta menos séria do que os filmes de Nolan. Acredito que em muitas cenas os pseudo-intelectuais devem ter se contorcido na cadeira para não rir…

  13. Não poderia concordar mais. O filme é divertido, mas nada original ou que chame a atenção.

  14. Não concordo com a afirmação: “O roteiro é básico e econômico, tal qual uma verdadeira história em quadrinhos”, existem HQs que são verdadeiros épicos, e convenhamos que existem milhares de historias muito melhores que muitos filmes.
    Acho que vc nao devia generalizar.

  15. A volta do Magnanimo Conhecedor da Arte Cinematografica – Castrezana.

    Castrezana, relaxa, no dia que vc fizer seu filme, nem vao nomear outros pro Oscar. Ja vao te entregar direto em casa. No seu mega ultra bem sucedido fodao filme.

  16. Rir após alguém no filme escorregar em uma banana é pouco. Tem gente que bateu palmas para as cenas engraçadas por aqui…

Não comentou ainda? DEMOROU!!!